alma

fechar
Reservas estrela michelin

Henrique Sá Pessoa

Chef de Cozinha

O ALMA foi o primeiro projecto em nome próprio de Henrique Sá Pessoa: abriu em 2009 e oferecia uma cozinha contemporânea, com um excelente equilíbrio entre qualidade e preço. Foi, desde logo, nomeado como o Melhor Restaurante do Ano pela prestigiada Revista de Vinhos e tornou-se uma referência no panorama gastronómico de então. O restaurante encerraria em 2014, com o objectivo de reabrir noutro local.

É neste período que Henrique Sá Pessoa conhece Rui e Margarida Sanches, proprietários da Multifood, com quem começa a desenvolver projectos tailor made para o grupo.

Em 2013, abrem o Cais da Pedra, em frente ao Rio Tejo, e em 2014 inauguram um pequeno balcão com cozinha de autor em parceria com a Revista Time Out no Mercado da Ribeira. O novo ALMA seria apenas uma questão de tempo. Foi em Outubro de 2015, juntamente com Rui e Margarida Sanches, no Chiado. O ALMA, expoente máximo de uma carreira de sucesso recebe a sua primeira Estrela Michelin em 2016 - pouco menos de um ano após reabertura no Chiado - e torna-se num dos restaurantes de referência do país.

2017 é um ano de consolidação na carreira de Henrique Sá Pessoa. É nomeado embaixador da Estrella Damm em Portugal – ao lado de personalidades da cozinha mundial como Joan Roca, Andoni Aduriz e Albert Adrià –, lança o Tapisco, que rapidamente se torna um sucesso ao juntar Tapas e Petiscos num ambiente confortável e despretensioso, e realiza um dos seus sonhos ao abrir um espaço intimista, de criação e experimentação – o Atelier.

Em Novembro de 2017 é convidado para jurado na prestigiada competição internacional San Pellegrino Young Chef 2017, em Madrid, e eleito Men of the Year 2017 pela Revista GQ, na categoria Gourmet. Já na reta final do ano inaugura o Balcão, no El Corte Inglés – Gourmet Experience, um espaço inspirado nas tabernas portuguesas, em mais uma parceria com Rui Sanches e o Grupo Multifood.

2018 fica marcado pela estreia de um novo programa de TV (FOX Life), Chef de Família, onde se faz acompanhar pela filha Inês. E em finais de agosto, o Chef abre o Tapisco no Porto, o seu primeiro restaurante na Invicta, cuja carta inclui novidades com sotaque nortenho.

Ao longo da sua carreira, Henrique Sá Pessoa procurou sempre mais conhecimento, técnica e experiência junto das maiores referências da cozinha internacional. Estagiou no restaurante Evo do Chef Santi Santamaria, 1*Michelin, em Barcelona (2007); no El Celler de Can Roca, 3* Michelin, 1º World's 50th Best, em Girona (2015), e no Tippling Club, 23º Asia’s 50 Best Restaurants, em Singapura (2014).

Daniel Costa

Chef de Cozinha

Trabalha com Henrique Sá Pessoa há 13 anos e desde então tem sido sempre o seu braço direito. Ele é o homem forte do ALMA, o líder na ausência do chef, o único capaz de antecipar os seus pensamentos.

Telmo Moutinho

Chef de Pastelaria

É dos mais promissores pasteleiros portugueses. Brilhante no curso de pastelaria na Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste, já trabalhou com lendas como Alain Ducasse, Joel Robuchon e Heinz Beck. É um dos novos membros da equipa.

Manuel Santos e Silva

Diretor de Restaurante

Desde outubro de 2017 que Manuel dos Santos e Silva é o maestro da orquestra da sala do Alma, com o papel de assegurar que tudo e todos estão no lugar certo, no momento certo e que a ação no restaurante se desenrola com rigor e harmonia. Gosta da operação rápida, da adrenalina dos serviços, do contacto com os clientes e do rigor inerente a um restaurante de estrela Michelin como o Alma. Diz que o seu trabalho é mais fácil porque tem ao seu lado uma equipa motivada, consciente da necessidade de um serviço irrepreensível, profissional e agradável. Ainda hoje se arrepia sempre que um cliente lhe diz: “Esta foi a melhor experiência da minha vida!”.

Nelson Guerreiro

Sommelier

Para o Head Sommelier, vencedor em 2017 do concurso Nacional de Escanções e representante de Portugal no ASI Contest of the Best Sommelier of Europe, na Áustria, a harmonização perfeita não existe. Como as pessoas são todas diferentes e têm níveis de percepção de sabores díspares há que saber encontrar o equilíbrio. É essa a sua missão no ALMA. E tudo começa ao pensar na Carta de Vinhos como um todo, com uma grande incidência nos vinhos nacionais. Tudo com uma grande dinâmica, pois Nelson Guerreiro acredita na rotatividade das referências de forma a tentar sempre surpreender com vinhos diferentes.